Vans & Van Gogh

Saiba tudo sobre a collab entre a Vans e o Van Gogh Museum. As peças ficaram incríveis e obtiveram sucesso imediato! O resultado: sold out, claro.

A combinação inusitada da icônica marca de streetwear com as obras pós-impressionistas de Van Gogh só poderia resultar em uma coleção elegante e despojada.

A Vans abriu sua primeira loja em março de 1966, na Califórnia, e já era uma marca consagrada de streetwear na metade dos anos 70. Nos pés de todos os skatistas de Venice Beach, era um dos poucos tênis da época que ofereciam solado vulcanizado e durabilidade suficiente para performar as manobras.

Desde então, a marca criou modelos que se tornaram verdadeiros clássicos:

Tênis clássicos da Vans - AZMT

Depois de vários sucessos, a marca começou a fazer parcerias com outras marcas, algo que se tornou habitual, entre elas estão:  Nintendo, Marvel, Disney e até NASA! Olha só:
 Tênis parceria Nasa e Vans - AZMT

A Vans continua se reinventando e esse ano lançou uma parceria incrível com o Van Gogh Museum. No entanto, como o pintor produziu mais de 2.100 obras ao longo de sua carreira, a equipe da Vans e a curadoria do museu tiveram que trabalhar juntos para selecionar as obras que iriam estampar as peças.

Escolher obras do maior artista pós-impressionista do mundo, com certeza, não foi uma tarefa fácil. Foram mais de 700 cartas trocadas entre os designers e os representantes do museu, podemos ver que todo o esforço valeu a pena.

O resultado foi uma coleção cheia de clássicos (dos dois lados). O diretor de gerenciamento do museu, Adriaan Dönszelmann, disse: “Ao unir as icônicas obras de arte de Van Gogh com o estilo icônico da Vans, nossa parceria leva a arte de Vincent, “Para Fora das Paredes” e para o mundo, para uma nova audiência fora do museu”.

“Fique admirado com tudo o que puder. A maioria das pessoas não se admira o suficiente”.

Van Gogh, em carta para seu irmão, Théo - Londres, janeiro de 1874

 

Com o objetivo de manter o acervo artístico deste grande mestre acessível às próximas gerações, parte do lucro foi destinado à preservação de suas obras e de seu legado.

“Prefiro morrer de paixão a morrer de tédio”

Van Gogh, citando a novela “Au Bonheur des Dames”, de Émile Zola, em outra carta para seu irmão, Théo - Londres, outubro de 1884

 

Pinturas de Van Gogh na ordem - Caveira, Autoretrato, Os girassóis, Amendoeira em flor

A coleção da Vans, por sua vez, conta com diversos modelos de tênis, bonés, camisetas, mochilas e jaquetas. As equipes escolheram cores e obras que evocaram sentimentos de diferentes períodos criativos do pintor, assim como de momentos de sua vida pessoal. A beleza, a emoção e o inconfundível trabalho de cor presentes no trabalho de Van Gogh traz toda uma expressão pessoal para suas obras.

A “Amendoeira em Flor”, por exemplo, simboliza o começo de uma nova vida e, para Vincent, se traduz na sua busca pela serenidade.

Já uma de suas obras mais icônicas, “Os Girassóis”, demonstra a habilidade do artista em utilizar tons de amarelo para criar variância e textura extraídos de uma única cor.

Todos os modelos contêm etiquetas que trazem algum fato histórico relacionado às obras, além de palmilha especial, com arte que imita as distintas pinceladas de Van Gogh. As logos do Van Gogh Museum e da Vans também estão presentes, claro! O resultado dessa collab você pode ver aqui:

 

 

Quer saber mais sobre a vida do artista? Assista o incrível “Com amor, Van Gogh”

Disponível na Netflix, essa animação adulta que retrata os últimos dias do artista foi a primeira a ser feita com frames totalmente pintados à mão. Foram 6 anos de trabalho, com cenas feitas por mais de 100 artistas. O resultado é um relato emocionante e cada cena é, literalmente, uma obra de arte.

 

Gostou?
Assine nossa Newsletter e fique por dentro de lançamentos, promoções e novos posts.

CADASTRAR EMAIL

conheça nossos produtos